Cálculo renal

Cálculo renal

Cirurgia para retirada de Cálculos na via urinária

Ureterolitotripsia + Duplo J
Ureterorrenolitotripsia Flexivel + Duplo j

Orientações para a Cirurgia:
A cirurgia para retirada de cálculos da via urinária é um procedimento cotidiano em um serviço de urologia. O procedimento consiste na introdução, sob anestesia, de uma câmera através da uretra, acessando assim os cálculos, presentes na bexiga, ureter ou rim. Na maioria dos casos a recuperação é rápida, com curto tempo de internação hospitalar, porém, são necessários cuidados importantes:


PREPARO PRÉ-OPERATÓRIO:

1. Realizar os exames médicos solicitados. Você deverá levá-los consigo ao consultório e também para o hospital, na data da cirurgia.
2. Internar-se no hospital orientado, com a solicitação de internação dada pelo médico, além de documento com foto, carteirinha do convênio, se possível com acompanhante (obrigatório para menores de idade).
3. Jejum: é de extrema importância para o bom andamento da anestesia e cirurgia, devendo ser seguido com seriedade. Jejum absoluto (NEM ÁGUA) 8 horas antes do horário agendado para a cirurgia. Evitar refeições pesadas na véspera da cirurgia.
4. Medicamentos:
o Não tomar quaisquer medicamentos que contenham antiagregantes plaquetário e anticoagulantes por pelo menos 10 dias antes da cirurgia, tais como: AAS/Aspirina/Ácido acetilsalicílico, Bufedil, Bufferin, Cibalena, Clexane, Coumadin, Do-ril, Ecotrin, Fitoterápicos, Fraxiparina, Ginkgo Biloba, Ginseng, Heparina, Iscover, Liquemine, Marevan, Marcoumar, Melhoral, Persantin, Plavix, Somalgin, Tanakan, Ticlid, Trental ou outros.
o Se você usa qualquer tipo de calmante, antidepressivo, remédio para dormir ou até mesmo drogas, seu médico deve saber disso o quanto antes para que possa tomar as medidas necessárias.
o Informe no consultório os medicamentos utilizados rotineiramente e não esqueça de levá-los no dia da internação.
5. Bebidas alcoólicas : Não ingerir bebida alcoólica 3 dias antes.
6. Comunicar-se conosco com pelo menos 3 dias de antecedência caso haja algum imprevisto ou doença inesperada (gripe, etc…).
7. Depilação/ Tricotomia: Não é necessária
8. Banho: Deverá ser realizado no dia da cirurgia, utilizando produtos de higiene de seu costume. Evite molhar os cabelos; se forem lavados é importante secá-los bem antes da cirurgia, com uso de secador. Não utilize cremes ou óleos para o corpo e nem perfumes.
9. Retire relógio, pulseiras, aliança, anéis, brincos, piercing, prótese dentária (se tiver) e qualquer objeto do cabelo.
10. Mantenha as unhas curtas e limpas.
11. Familiares: É necessária a presença de um acompanhante no momento da alta.
12. Transporte: Você será transportado para o Centro Cirúrgico pela enfermagem e poderá ficar aguardando na sala pré-operatória a chegada da equipe médica e o início da cirurgia. Após, será levado para a sala cirúrgica pela enfermagem.

ANESTESIA
A anestesia será definida pelo anestesiologista, após conversa com o paciente, de acordo com o tipo de cirurgia e estado físico. Para a Cirurgia de retirada de cálculos renais é feito geralmente a anestesia geral ou a raquianestesia.

PÓS-OPERATÓRIO – HOSPITAL
Assim que terminar a cirurgia você será encaminhado para R.A. (sala de Recuperação Anestésica) localizada no Centro Cirúrgico.

Você poderá ficar na R.A. até melhorar suas condições clínicas e recuperar-se da anestesia, sendo acompanhado pela enfermagem e pelo anestesiologista.

Após a alta da R.A. você retornará para o seu quarto, onde ficará sobre cuidados da enfermagem, até que receba alta pelo médico. A enfermeira orientará a respeito da dieta e das medicações. Em caso de dor ou náuseas , não hesite em chamar a enfermagem! O tempo médio de internação é de até 24 horas após o procedimento.

PÓS-OPERATÓRIO – RESIDÊNCIA
No momento da alta pegue atentamente todos os documentos de alta que incluem: receita médica, atestado médico, orientações específicas para o seu caso, além dos exames que você levou para o hospital.
1. Ingerir no mínimo 2 a 3 litros de água por dia

Os cálculos renais algumas vezes são formados pela baixa ingesta de líquidos como a água. A urina fica muito concentrada, facilitando a agregação de cálculos. Além disso, o aumento da ingesta de líquido ajuda a aumentar o débito urinário facilitando a “lavagem” dos restos de coágulos e eliminação de fragmentos de cálculos comuns após o procedimento cirúrgico.

2. Diminuir a Ingesta de Proteínas e Sal
Certos alimentos como carne vermelha e sal exercem uma sobrecarga de “trabalho” aos rins e aumentam as chances de formação de pedras.

3. O que é normal acontecer após a cirurgia?

* Urina com sangue: É bastante comum a saída de sangue na urina às vezes com alguns coágulos. Neste caso aumente mais a ingesta de água para que ocorra o rápido clareamento da urina.
* Eliminação de Cálculos: É comum a saída de alguns fragmentos pequenos de cálculos na urina, pois o cálculo principal é pulverizado com laser em pequenas partículas que serão eliminadas do organismo junto com a urina. Os fragmentos maiores são removidos para evitar a obstrução do sistema urinário.
* Dor na região Lombar: Lembre-se que você está com um cateter chamado DUPLO J. Ele ajuda na cicatrização da via urinária e a eliminar o excesso de urina que ficou preso no rim devido à obs-trução, porém, a presença dele pode levar a um desconforto na região lombar e principalmente durante o ato de urinar. Nesses casos procure ter mais repouso, tome as medicações prescritas e em caso de dor que não melhora com os remédios ou FEBRE ( a partir de 38 graus), PROCURE O PRONTO SOCORRO.
* Dor ao urinar: Bastante frequente acontecer e ocorre devido à presença do duplo j. Neste caso procure ficar calmo, ingerir as medicações prescritas e aguardar alguns dias, pois ocorre uma acomodação da via urinária com a presença do cateter, melhorando assim os sintomas. Em caso de dor muito forte que não melhora com o remédio ou sinais de febre entre em contato.

4. Cateter de DUPLO J.
Lembre-se SEMPRE que você possui um cateter dentro do rim, muito importante para garantir uma boa recuperação pós operatória, porém, ele precisará ser removido. Idealmente o tempo máximo de permanência do cateter é de até 90 dias, apesar da constituição do material ser feita para permanecer dentro do organismo por um período maior. Se o seu caso foi resolvido e não existem mais cálculos que necessitarão de um novo procedimento, fique atento a data programada para retirada do cateter!

5. Em torno de 30 % dos pacientes operados por cálculo, podem ter necessidade de nova cirurgia no futuro devido à migração de outros cálculos.

Qualquer dúvida sobre sua cirurgia ou intercorrência, entre em contato.